Estilo de vida

Os dez museus mais estranhos dos Estados Unidos

By:

Ao contrário dos principais pontos turísticos que exibem pinturas de Picasso e sarcófagos egípcios, museus nada convencionais para explorar podem ser uma boa dica de passeio em sua próxima viagem.

Neste artigo, vamos falar sobre os museus mais bizarros que encontramos nos EUA.

Veja a lista que selecionamos para você e divirta-se!

O Hobo Museum celebra o estilo de vida alternativo, e tem um código de ética rigoroso. No local você terá acesso a artesanatos, arte, fotografias e documentários que descrevem o modo de vida pouco ortodoxo.

No Leila's Hair Museum, não espere encontrar perucas da atriz e cantora Cher. Leila Cohoon, uma cabeleireira aposentada, colecionou cuidadosamente 600 grinaldas feitas de cabelo e mais de 2.000 peças de jóias para cabelo humano que remonta ao século XVIII. Um par de grinaldas apresenta fios de duas irmãs cujas cabeças foram raspadas ao entrar em um convento. Personalidades notáveis, incluindo Michael Jackson, Rainha Victoria, e quatro presidentes também fizeram contribuições.

E o que dizer do Bigfoot Discovery Museum.  Não importa o que você chama de criatura peluda. O que importa para o fundador do museu, Mike Riggs, que coletou dados de hominídeos por mais de 60 anos, é que você mantenha uma mente aberta. Suas descobertas incluem imagens de vídeo, fitas de áudio e um mapa local. Riggs acredita firmemente que Bigfoot está vivo, bem, e reside na área de Santa Cruz. Uau!

E que tal se sentir em um filme como Harry Potter? Com itens como a respiração do dragão e a origem de um unicórnio, Apothecary Museum – irá te proporcionar a sensção.

Já as criações artísticas que nunca verá a luz do dia em qualquer outro lugar são orgulhosamente exibidas no Museum of Bad Art. Cada peça tem uma qualidade especial para atender o padrão de "muito ruim para ser ignorado".

Não deixe de visitar o Banana Museum. De acordo com o fundador, o local coloca um sorriso no rosto das pessoas em todo momento. A coleção foi vendida em 2010 – para o igualmente entusiasmado Fred Garbutt. Lá você encontra uma grande coleção de objetos  homenageando a fruta.

Música suave e palavras sussurradas saem do sistema de som, o odor das flores deixa um rastro frágil no ar. Bem-vindo ao Museu Nacional da História Funerária, num prédio que lembra um depósito no norte da cidade, onde as exibições enaltecem tudo, desde o início do embalsamento até rituais de luto da era vitoriana.

A mistura de artefatos históricos, exibições estranhas (a réplica de um necrotério da Guerra Civil nos EUA) e curiosidades (uma coleção de cabelos humanos transformados em jóias -uma maneira popular de honrar os mortos queridos nos tempos vitorianos) vêm discretamente atraindo visitantes desde 1993.

Para os amantes de pimenta, o Salt and Pepper Shaker Museum possui a maior coleção de moinho de pimenta do mundo. Milhares de saleiros e pimenteiros são exibidos por lá.

Outra dica é visitar o  Trash Museum, que exibe uma escultura feita inteiramente de lixo e encoraja os visitantes a fazerem suas próprias peças. Exposições interativas para crianças destacam os 3 Rs: reduzir, reutilizar e reciclar. Uma área de exibição de skybox no segundo andar também oferece uma visão panorâmica de como o lixo é classificado e reciclado.

Para quem gosta de miniaturas, o Denver Museum of Miniatures é uma ótimaopção. Lá você encontra mostras de miniaturas, bonecas e casas do século XIX até o presente. Interessante!

E como não falar do Museu da Morte. “Todos nós temos que enfrentá-lo um dia, então por que não explorá-lo enquanto estamos vivos”? Essa é a filosofia dos proprietários do museu, James Healy e Cathee Shultz. Artefatos assustadores incluem a foto do necrotério de Marilyn Monroe, uma exibição de suicídio em massa do Heaven's Gate e a cabeça cortada de Henri Landru (um assassino em série parisiense do final do século XIX). Bizarro!

Quer saber se você se qualifica para imigração?
Deixe um de nossos especialistas ajudá-lo.

Clique aqui
Tags:

viajar nos EUA, museus, lifestyle, cultura