Casas de férias e imobiliário

Guia tributário para o investimento em imóveis

By:

Poucos investimentos se igualam aos imóveis residenciais no que diz respeito a vantagens tributárias, geração de renda e valorização. Quase todas as despesas advindas da propriedade e da administração de imóveis dão direito a algum benefício tributário sobre renda do aluguel. Além das vantagens financeiras ligadas à propriedade de imóveis para fins de investimento, as leis tributárias também favorecem o investidor quando da sua saída do investimento. Quer saber mais? Este rápido guia tributário para quem deseja investir em imóveis tem toda a informação de que você precisa.

Despesas

Quase todas as despesas relacionadas com a propriedade do imóvel são dedutíveis, incluindo o principal, os juros, o seguro e os impostos sobre a propriedade. Despesas com manutenção podem ser deduzidas como custo de uma única vez ou sofrer depreciação ao longo de um período.

Custos ligados à administração do imóvel também são totalmente dedutíveis, quer você mesmo administre o imóvel, quer você use os serviços de uma empresa que faça isso.

Depreciação

Pelas normas do IRS, a Receita Federal americana, o lote não sofre depreciação, porque vai existir até mesmo depois que os prédios que estão nele desaparecerem. Para saber qual é o valor da construção, você pode usar o valor fornecido pelo avaliador do governo, o valor fornecido por uma avaliador independente ou a estimativa de valor fornecida por um corretor de seguros. A maioria dos investidores adota o regime de 27,5 anos, o que significa que você pode depreciar 3.636,36 dólares por ano de um prédio que vale 100.000.

Grandes reformas ou melhorias no imóvel também ficam sujeitas ao regime de depreciação em vez de serem consideradas despesas. Reformas na cozinha e no banheiro ou o acréscimo de um quarto, por exemplo, duram mais que um ano. Se as melhorias custarem 20.000 dólares e tiverem uma duração esperada de 20 anos, você pode deduzir 1.000 dólares por ano como depreciação.

Despesas de viagem

A distância necessária para que as despesas de viagem possam ser deduzidas como despesas de administração do imóvel não é definida de forma clara na legislação. O que a lei diz é que é preciso ficar longe de casa tempo suficiente para que seja necessário descansar durante a viagem de carro. E o imóvel não pode ficar na cidade onde você mora.

Hospedagem, combustível, transporte (incluindo o aluguel do carro) e despesas de lavanderia são totalmente dedutíveis, assim como as gorjetas. Cinquenta por cento de todas as refeições e bebidas são dedutíveis. Para deduzir as despesas de uma viagem quando você a aproveita para tirar férias ou cuidar de assuntos pessoais, é preciso que mais de metade da viagem seja gasta com negócios e atividades relacionadas ao imóvel.

Ganhos e perdas de capital

O tratamento dado aos ganhos de capital é mais favorável a quem fica com o imóvel por mais de um ano. Se você ficar com o imóvel por menos de um ano, é aplicado o regime de ganhos de curto prazo, e, com isso seus ganhos serão tributados pela mesma alíquota dos salários. Por outro lado, se você ficar com o imóvel por mais de um ano, essa alíquota sofre uma redução significativa.

Pode ser que você consiga também obter a vantagem da exclusão dos ganhos de capital, que permite que até 500.000 dólares de ganhos fiquem isentos de tributos. Essa exclusão pode ser usada mais de uma vez, inclusive.

1031 Exchanges

Esta norma do IRS se aplica exclusivamente a imóveis e permite que você deixe de pagar impostos sobre o ganho de capital auferido na venda de um imóvel caso você use esse ganho para comprar um outro imóvel de maior valor para fins de investimento.

Considerações finais

Muitas das despesas advindas da propriedade de imóveis são 100% dedutíveis, e as vantagens na hora de vender o imóvel são exclusivas desse ramo. No entanto, as normas tributárias estão sujeitas a mudanças. Por isso, antes de fazer um investimento ou vender algum bem, consulte seu contador, advogado ou assessor tributário.

É importante lembrar que os custos ligados à propriedade de imóveis de aluguel requerem uma certa disponibilidade de recursos líquidos, e também que a porcentagem desses custos que será deduzida do seu imposto depende da sua alíquota.

No entanto, o fato é que a renda contínua gerada pelo aluguel, os ganhos de capital na hora da venda e os benefícios dados pela legislação a esse tipo de investimento tornam os imóveis um excelente caminho para aumentar sua riqueza.

Quer saber se você se qualifica para imigração?
Deixe um de nossos especialistas ajudá-lo.

Clique aqui
Tags:

imóveis, morar nos EUA, investimento, morar na Disney, casa de férias, casa na disney