Estilo de vida

EUA X Brasil: saiba algumas das diferenças no ambiente de trabalho

By:

Após ser repreendido por um chefe americano por conta de alguma tarefa, como você acha ele vai passar a tratá-lo? De maneira impessoal? Deixando claro que sua falha não foi esquecida? Ou considera que ele vai continuar a ser amável , como sempre fez?

Acertou quem ficou com a última alternativa. É que, sem melindres, na terra do “Tio Sam” não se costuma misturar trabalho e relações pessoais.

Na maioria das vezes, no trabalho, o brasileiro é um povo mais acolhedor, costumam reunir-se para almoços festivos, compartilham histórias etc. Já no mercado americano, a história muda de figura. Comemorações de aniversários, por exemplo, são bem rápidas, cantam os parabéns e foco no trabalho novamente.

Apesar de ser um povo extremamente educado, não costumam envolver assuntos pessoais e trabalho. Os americanos tendem a não expor sua vida pessoal. Privacidade é fundamental para eles. Portanto, seja uma pessoa agradável, mas evite dar muitos detalhes sobre a sua intimidade, Nos EUA, existe até uma expressão para esse tipo de atitude: “Too Much Information”.

Os americanos são muito competitivos, é possível ver isso no esporte e no trabalho também é assim. E uma das consequências disso é que profissionais tendem a dar o melhor de si em cada tarefa. Em geral, um americano não faz nada por fazer.

O resultado dessa competição toda é uma população mais focada em resultados e também mais produtiva. E quando falamos em produtividade nos EUA, o país é considerado um dos melhores nesse quesito.

Por exemplo, quatro trabalhadores brasileiros são necessários para atingir a mesma produtividade de um norte-americano. A distância, que vem se acentuando e está próxima da do nível dos anos 50, reflete o baixo nível educacional no Brasil, a falta de qualificação da mão de obra, os gargalos na infraestrutura e os poucos investimentos em inovação e tecnologia no país.

A urgência de retorno, seja por e-mail ou por telefone, é primordial. Mesmo que seja um feedback dizendo que recebeu a mensagem e que retornará o mais breve possível -  o que diferencia em muito na cultura do mercado brasileiro– que muitas das vezes aguarda o tempo que seja enquanto não tiver em mãos a resposta a ser enviada. Com toda essa competitividade, os jovens já saem da faculdade numa corrida frenética ao topo, e as empresas reconhecem, dão espaço e se beneficiam desse “gás” todo. Nos EUA, muita gente nova tem oportunidade de ascensão mais rápida, ganhando muito dinheiro e em cargos importantes. Já no Brasil, há a necessidade de muitos anos de experiência para se atingir o ápice.

O interessante também é saber que em nome da eficiência, os americanos deixam os processos bem abertos e há a possibilidade de ousar na conclusão de algum projeto -  desde que o conclua. No Brasil, a burocracia é tanta, e com regras sem sentido, que faz com que tudo seja concluído de forma morosa. 

Esperamos com esse artigo que você se prepare melhor e tenha o sucesso almejado no mercado americano de trabalho. Good Luck!

Quer saber se você se qualifica para imigração?
Deixe um de nossos especialistas ajudá-lo.

Clique aqui
Tags:

trabalho, morar nos EUA, lifestyle