expo, Investimento, O Dinheiro importa, Imobiliária

Brasileiros voltam a investir em Miami aproveitando o bom momento da economia americana

By:

Uma recente matéria publicada pelo jornal Miami Herald comenta sobre o retorno dos compradores de imóveis brasileiros em Miami. O texto informa que o Brasil é para o mercado imobiliário de Miami como o jogador de basquete LeBron James foi para o time do Miami Heat: um fenômeno que nos elevou para as maiores alturas, mas deixou questões difíceis e uma ansiedade imensa quando não estava presente.  

Os brasileiros resgataram Miami do maior isolamento imobiliário que os Estados Unidos já viram em 2010, investindo em muitos condomínios de imóveis estagnados e com excelentes preços nas praias de Miami. Uma onda de dinheiro, que rapidamente absorveu um grande excedente de inventário, e alguns especialistas previram que levaria uma década para vender completamente.

Miami sendo Miami, onde a construção de imóveis ocasiona mais e mais vendas, melhor do que em qualquer outro lugar, rapidamente vendeu todo o estoque mais antigo e depois passou a construir milhares de novos apartamentos e casas de olho nos compradores internacionais.

Um relatório do Banco Mundial de 2017 informou que o Produto Nacional de Crescimento real do Brasil teve uma queda significativa, em 2015, em até 3,8%. Os efeitos foram sentidos quase que imediatamente em Miami através de um declínio constante e súbito e no número de compradores imobiliários brasileiros.

Os números não ajudaram muito em 2016, quando o PIB caiu novamente, desta vez por mais 3,3%. No mesmo ano, as taxas de desemprego do país ultrapassaram grande parte dos países latino-americanos. "No Brasil, a crescente taxa de desemprego, o afunilamento das condições financeiras e as contínuas tensões políticas aumentaram profundamente o consumo e o investimento privado", acrescenta o relatório.

O Brasil estava cheio de problemas, tanto no quadro político quanto no econômico, aponta o Miami Herald. Isso não ajudou, a medida que os Estados Unidos emergiram da Grande Recessão e o dólar ganhou força significativa, o real brasileiro mergulhou e a taxa de câmbio entre as moedas passou de dois reais por um dólar para um elevado número de reais brasileiros, em 2016.

Depois de muita agitação, a economia brasileira finalmente mostra sinais de vida. Seu PIB cresceu 0,5% em 2017, e deverá acelerar para 1.8% neste ano e 2.12% em 2019, de acordo com o Grupo Banco Mundial. Com essa perspectiva e cenário, os compradores brasileiros ricos voltaram a renovar sua aliança com o mercado imobiliário de Miami.

Outra indicação de confiança na economia melhorando do Brasil foi o mais recente lançamento de vôos diretos entre São Paulo e Miami por parte da companhia aérea Avianca. O presidente da empresa foi citado na Forbes dizendo: "... ainda não está claro quão rápido a recuperação virá, mas, ao mesmo tempo, o Brasil é um país grande e com enorme potencial".

Se você tem interesse em adquirir um imóvel ou investir em Miami, entre em contato com a InvestUSA360. Podemos colocá-lo em contato com os melhores especialistas do setor. Que venham os bons negócios! 

Quer saber se você se qualifica para imigração?
Deixe um de nossos especialistas ajudá-lo.

Clique aqui
Tags:

investimento, investir nos EUA, mercado imobiliário, Miami, Florida, morar nos EUA